segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

I'm having a crush²...

... on ABBA!

No final de 2002 (esse ano foi um dos que mais conheci bandas, filmes, etc, haha!), bem no finalzinho mesmo, estava eu entediada, zapeando pelos canais da tv, quando coloquei na RedeVida (o mesmo canal onde vi Jacques Tati pela primeira vez) e estava passando um especial com clipes de um grupo que eu não me lembrava de ter visto antes (exceto por uma música dançante que tocava em várias festas de família...). Vi algumas músicas e pensei: "nossa, o som deles é meio estranho, e cafona, grudento e... gostei! Será que eles são atuais? Serão ingleses ou americanos?" Enfim, achei eles tão diferentes que acabei me interessando. Era o ABBA. Como esse especial foi repetido pelo menos umas 5 vezes ao dia durante o fim de dezembro e início de janeiro de 2003, tive chance de mostrá-lo para os meus pais e perguntar se eles conheciam e/ou gostavam. Ambos tanto não gostavam quanto estranharam o fato de eu me interessar e riram por eu achar que era uma banda atual. Como nessa época estávamos de mudança, pouco tempo depois deixei esse assunto pra lá. Desde então, só me ligava na música Dancing Queen, pois, como já admiti antes, sempre tive uma queda pela discoteca. Mas ficava só nisso mesmo.

Até que outro dia, do nada, me deu uma vontade doida de ver clipes no estilo de "YMCA", "I will survive", etc, e claro que nos vídeos recomendados estava o do ABBA. Resolvi assistir e, na seqüência, tive curiosidade de ver mais do canal oficial deles. Aí, entre tantos vídeos, me deparei com "Super Trouper" e instantaneamente voltei ao tempo, lá em 2002, quando vi esse clipe pela primeira vez. Foi inevitável, senti todo meu interesse por eles ressurgir com força.

   
Diz se essa música não é a coisa mais fofa e breguinha e chiclete?

Daí pra frente foi só amor. Vi todos os clipes desse canal e muitos outros, baixei a discografia deles, assisti a documentários e curti cada vez mais. Adoro o fato de eles terem começado de um jeito beirando ao Glam e terminaram meio New Wave, super diferente. Me encanto com as roupas de Anni-Frid e Agnetha, os cortes de cabelo, as vozes potentes. As melodias de suas músicas são sempre muito marcantes, me despertam sentimentos muito legais.
Enfim, difícil explicar.

Coincidentemente, esse meu interesse por eles surgiu justo quando estava também me interessando por países diferentes e suas línguas. Então, se eu já estava a fim de aprender sueco pelo simples fato de achar legal, depois de conhecer o ABBA mais à fundo (pra quem não sabe, eles sao suecos) tenho certeza de que essa será minha próxima língua (depois do russo, claro)!

 
Quero o estilo deles!


Essas fotos são mais do início/meio da carreira deles. Olha como ficaram diferentes depois:


Uma das minhas músicas favoritas:
 

E essa que foi regravada pelo também sueco Yngwie Malmsteen e tem a frase de teclado mais conhecida por ter sido usada pela Madonna:

 

E esse vídeo que é o último vídeo do canal deles, super fofo e que utiliza nomes e trechos de várias músicas nos diálogos:

 
 Enfim, tem sido muito legal ouvir os discos deles e conhecer sua história. Pra quem não conhecia, recomendo. Vale a pena.
 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...