sexta-feira, 31 de maio de 2013

Mixtape nº 2 - Madness

                                 
                                                                            Madness from isalennon on 8tracks Radio.

Músicas da Mixtape:
1 - In Bloom - Nirvana
2 - Fighting my way back - Thin Lizzy
3 - Gimme Some truth - John Lennon
4 - Little Girl Blue - Janis Joplin
5 - À palo seco - Belchior
6 - Bad moon rising - Creedence Clearwater Revival
7 - Não enche - Caetano Veloso
8 - Declare guerra - Barão Vermelho
9 - I'm so tired - The Beatles 

De uns tempos pra cá tenho tido dificuldade para dormir (sem motivo aparente). Acordei  hoje com um mau humor do cão. Fui me pesar e percebi que não perco absolutamente peso nenhum há dias, mesmo fazendo exercícios e me privando de todos os doces que eu adoro. Pra ajudar, caí na besteira de abrir o Facebook e acabei vendo a avalanche de besteiras imbecis que o povo posta diuturnamente; resultado: meu humor piorou tanto a ponto de eu querer jogar o notebook longe. Fiquei com vontade brigar com Deus e o mundo, de xingar até a última geração da família de algumas pessoas e sair chutando tudo pela frente. Um misto de ódio, frustração, medo e tristeza. Raiva dessas pessoas burras, dessa gente que só sabe falar merda, desse povo que desmerece os outros sem sequer se dispor a fazer nada melhor. Raiva de mim mesma, dessa sensação de estagnação, dessa ridícula hiperatividade mental que me atrapalha e não deixa as coisas fluírem.

Pra tentar extravasar um pouco e ver se a poeira abaixava, fiz essa Mixtape. 
Antes que alguém se pergunte, eu já respondo: não, não estou na TPM e nem briguei com meu marido. Na verdade, acho até que sou muito abençoada de ter um cara tão bom ao meu lado, tanto que me agüenta até mesmo nas piores horas.

Essa sou eu no facebook.
(Bom, ao que parece meu humor melhorou um pouco :P )

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Minha experiência com a dieta Dukan


Eu sempre fui magra. Até mais ou menos os 19 anos de idade (2009) eu chegava até a ser magra demais. Mas, como tudo na vida um dia muda, meu corpo começou a apresentar diferenças. Ganhei uns quilinhos e gordurinhas que não me agradavam. Isso não quer dizer que fiquei gorda: dentro dos "padrões" eu ainda posso ser considerada esbelta. Mas, sinceramente, isso não me deixa muito feliz.

Foi aí que sem querer, no blog da Thaís, ouvi falar pela primeira vez da Dieta Atkins. Me interessei bastante pelo assunto, baixei o livro e tudo mais. Mas fiquei um pouco receosa de essa dieta ser muito radical, ou me causar algum problema de saúde, etc. Hesitei bastante em iniciá-la e, no meio tempo dessa hesitação, conheci a Dieta Dukan, que tem muita coisa similar à Atkins, mas com diferenças significativas, que chamaram minha atenção. Li o livro , vi os resultados impressionantes de muitas pessoas, e resolvi começar de vez. 

Em março me adentrei da fase inicial da dieta, a Ataque (ou PP, "Proteína Pura"), e arrastei o marido comigo (ele também não estava lá muito contente com a própria silhueta). Mudamos muitos de nossos hábitos: nada de bebidas alcoólicas, carboidratos, gorduras e açúcares; o negócio então passou a ser só proteínas, farelos, chás e muita água. Para mim, especialmente, foi bem difícil, pois sou uma compulsiva por doces. Tive de aprender várias receitas diferentes para driblar a mesmice. Mas o esforço compensou, e em pouco tempo (pouquíssimo mesmo!) perdemos, cada um, 3kg!

Estava tudo caminhando bem, quando a maldita gripe nos pegou de jeito (primeiro ele, depois eu). Ficamos muito mal, precisei tomar injeção e antibióticos e, infelizmente, tivemos de interromper a dieta. Nessa brincadeira acabei recuperando o que tinha perdido, e o marido ganhou mais ou menos um quilo e meio. 

Mas não desistimos, e cá estamos nós de novo na dieta (há pouco mais de duas semanas). Maridão já perdeu o pesinho que tinha ganho e mandou embora ainda mais uns extras, e eu perdi até agora 2kg (metabolismo feminino é fogo, bem mais lento!).

Minha opinião geral sobre a Dukan é: apesar de ser um pouco pesada para o bolso (pois grande parte dos produtos light/diet/0% de gordura são muito mais caros que os convencionais), vale a pena fazê-la, principalmente para aqueles que já fizeram outras dietas e não obtiveram os resultados esperados. Têm-se apenas que ter em mente que, como toda dieta, exige esforços constantes e muita disciplina (afinal ela é bem restritiva - principalmente no começo), além de uma atenção maior à saúde e à forma como o corpo reage a tantas mudanças "repentinas" que vão ocorrendo ao longo das fases. Nos sentimos muito fracos no início, pois nosso organismo estava praticamente viciado em açúcares, mas com o tempo nos acostumamos e ficamos bem.

Ao longo da dieta quero postar mais aqui no blog os resultados que formos conseguindo. Não estamos muito longe de nossa meta, então espero que logo logo eu possa postar com toda a alegria algo como: "eba, voltei ao meu peso de alguns anos atrás!".

Para terminar, recomendo que os interessados na dieta Dukan, antes de mais nada, leiam o livro com muita atenção e cuidado e avaliem se realmente vale a pena (cada caso é um caso, não é mesmo?). No site brasileiro da dieta dá pra fazer gratuitamente uma avaliação de peso ideal e, com ela, saber quando tempo pode-se ficar em cada etapa, de acordo com seu metabolismo/peso atual/etc.

Ah, as meninas que quiserem saber mais também podem entrar num grupo bem legal de mulheres que fazem a dieta, esse aqui ;)


segunda-feira, 27 de maio de 2013

Mixtape nº1: Música, música, música!

Quem me visita aqui e/ou convive comigo sabe bem que amo/vivo/respiro/penso/sinto música. Até mesmo quando preciso me expressar em determinadas situações, as músicas sempre se fazem presentes. E foi pensando nisso (e também inspirada nas mixtapes das lindas Irena e Gala Darling - duas blogueiras que eu adoro) que resolvi fazer minhas próprias Mixtapes, com todos os temas que eu mais gosto, me interessam, me inspiram, etc. Pra começar, hoje posto aqui pra vocês minha primeira lista, chamada:

Eternal nostalgia
(título meio breguinha, eu sei, mas foi o que saiu na hora, fazer o quê, né?)
                                         

Músicas da Mixtape:
1 - Reflections of my life - Marmalade
2 - Eye in the sky - Alan Parsons Project
3 - Groovin' - Young Rascals
4 - Daydream Believer - The Monkees
5 - My Girl - Temptations
6 - It makes no difference - The Band
7 - Georgia on my mind - Ray Charles
8 - Tuesday afternoon - Moody Blues
9 - More than this - Roxy Music
10 - Give me love (give me peace on earth) - George Harrison

Eu sempre fui uma pessoa saudosista, antes mesmo que isso pudesse ser considerado "modinha" (aff). Maior prova disso é que, quando minha irmã nasceu (eu tinha um ano e meio), eu simplesmente não queria deixar de ser bebê (pior de tudo é que eu me lembro disso!), assim como quando virei adolescente morri de saudades da infância, e por aí vai. Sei que isso não é o tipo de sentimento saudável, mas sempre esteve comigo, apesar de tudo. Hoje em dia a maior saudade que eu sinto, acima de tudo, é de algo que não sei. É um misto de sensação de falta de lugares desconhecidos, tempos vividos ou não por mim, enfim, algo muito forte e difícil de definir. Acho que já falei subjetivamente sobre isso aqui no blog... Tenho certeza de que esse sentimento seja muito comum, já ouvi muitas amigas minhas comentando sobre estados de espírito bem parecidos com esse. Acredito que cada um traz consigo essa sensação em maior ou menor intensidade, variando naturalmente de pessoa para pessoa.

Então essa minha Mix tem todas as músicas que despertam em mim esse sentimento tão profundo. Não é exagero dizer que foi bem complicadinho montar essa lista de músicas, tive vontade de chorar e deitar em posição fetal ouvindo cada trecho (ô dó), mas acho que todas são lindíssimas e nunca vou deixar de viajar quando as ouvir. Espero que gostem.

Pretendo postar pelo menos duas vezes por semana Mixtapes novas!

quinta-feira, 2 de maio de 2013

E aí, vamos dançar Zumba?

Fonte
Eu sempre gostei de dançar. Desde pequenininha ficava assistindo àquelas coreografias malucas e cheias de passos que alguns grupos de dança apresentavam na tv e endoidava pra fazer igual. E sempre curti dançar todo tipo de ritmo: Rockabilly, jazz, hip hop, e até samba (frise-se que nesse caso gosto mais da dança em si do que do ritmo propriamente dito), mas nunca fiz exatamente aulas de dança (apesar de realmente ter muita facilidade para decorar passos e também uma boa consciência corporal). O máximo que tentei foram algumas aulas experimentais de Step e Jump, que curti muito (só não continuei porque não tive condiçõe$).

Até que descobri recentemente pela internet afora alguns vídeos de dança que posso fazer em casa e adorei logo de cara. O que mais gostei e que quero praticar com freqüência é o Zumba!. Ele mistura vários ritmos latinos (salsa, merengue, samba, quebradita, etc) e alguns de outras regiões (reggae, Rockabilly) e é muito divertido! Os DVD's que tenho trazem coreografias que exercitam a parte cardio-respiratória, região abdominal e ainda ajudam a "abrir" o quadril (para aquelas pessoas que são meio durinhas para rebolar, hehe). Danço com todo o gosto e muitas vezes nem sinto que estou me exercitando (na verdade sinto sim, termino a dança ensopada de suor, mas vale a pena!). Eu adoro danças latinas, acho as mais engraçadas e dinâmicas para praticar!

Pra quem se interessou, fiquei sabendo que em sites como o da Polishop dá pra se adquirir o kit com DVDs e maraca (que usam em alguns exercícios, mas não gosto muito). Mas, outra opção também é baixar pela internet, é só jogar no Google "Zumba fitness" que vem muita coisa legal.

Pra vocês terem uma idéia de como são os exercícios, aqui vai um vídeo com um um trecho. Esse faz parte exatamente dos que uso. Ele mostra o passo a passo da salsa:

                   

Espero que gostem! Eu até pensei em postar alguma coisa minha praticando, mas achei que a vergonha alheia poderia ser demais, sem contar que minha câmera está passando por maus bocados :P Mas vamos lá! Zumba! Zumba!

Achei aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...